Site Overlay

Viviane Favery embarca para a Alemanha para a disputa de sua primeira World Cup

A ciclista Viviane Favery embarcou, na última terça-feira, para a Alemanha, onde disputa no sábado e domingo, a World Cup de XCO, em Albstadt. É mais um passo na preparação para o Mundial de Maratona, em junho, na França. Depois da prova na cidade alemã, ela retomará os treinamentos visando à segunda Copa do Mundo de Cross Country, desta vez em La Bresse, na França, nos dias 28 e 29 de maio.

Curta o De Bike no Facebook.

– Estou super ansiosa e animada. Será a minha primeira vez na Alemanha. Poderei conhecer onde o pessoal da equipe pedala, as trilhas caseiras e também estar junto com eles de novo. Gostei muito de estar com todos. Serão dois meses que vamos nos divertir. Terá muita troca de experiência. Será muito legal. A equipe estará com uma estrutura muito forte, porque é alemã e a prova será na Alemanha. Será um evento muito especial. Espero curtir muito, não só ficar tensa -, afirma.

Vivi em ação

Vivi Favery disputará a competição, mesmo não sendo a sua categoria, para treinar e se aprimorar cada vez mais, como já havia feito em alguns campeonatos no Brasil, com o objetivo de entrar bem no Mundial de Maratona, esta sim a sua especialidade.

– Será a minha primeira World Cup e darei sequência à preparação (para o Mundial). O meu principal objetivo é conseguir dar três voltas no percurso. Quando as ponteiras tiverem 80% de voltas na minha frente, sou obrigada a parar a prova. Espero conseguir completar (as três voltas). A dificuldade de Albstadt é que, logo na largada, tem uma subida em trilha que afunila. É muito íngreme, e nem todo mundo consegue pedalas, só as 15 primeiras meninas conseguem passar. Isso faz com que as que ficam atrás percam muito tempo, dá uma desvantagem muito grande. Quero estar feliz, porque sei que representarei muitos outros brasileiros que têm o sonho de participar de uma World Cup -, comenta Vivi.

– Quem larga mais atrás e não tem um bom posicionamento na primeira volta só consegue dar duas ou três voltas. Até quatro. No ano passado, a Raiza (Goulão) e a Isabella (Lacerda) conseguiram quatro. Tracei uma meta tangível de três -, acrescenta a ciclista.

Source: De Bike (Globo) / Viviane Favery embarca para a Alemanha para a disputa de sua primeira World Cup

Comments

comments

Leave a Reply

Your email address will not be published.