Site Overlay

Nós choramos juntos hoje pela última vez

Faz mais de vinte um anos que ensaiava secretamente essa conversa. Escrevi e re-escrevi tudo que tinha para lhe falar, tudo que queria lhe contar e tudo que jamais queria que soubesse. Foram centenas de milhares de cartas escritas na minha cabeça ou a punho, apenas para serem amassadas e jogadas em um canto escuro.
Hoje, com a ajuda de um pequeno empurrão, decidi que não levaria rascunhos, não repetiria frases feitas nem prepararia no que lhe falar.
Falei com você como sempre falamos, de coração aberto, de forma sincera e direta. Me dói muito ter finalmente lhe respondido sua carta, ter finalmente, depois de todos esses anos, atendido o seu pedido.
Eu lhe disse tudo que precisava ser dito hoje, e, entre nossas lágrimas, você sorriu e me abraçou, apenas o suficiente para que eu pudesse sentir o seu calor tocando minha alma.
Até agora, continuamos a chorar os dois, eu aqui dentro e você lá fora, no entanto, acredito que nossas lágrimas são mais só de saudades e sim de alegria de ter tido a chance de ter vivido o que vivemos.
Levo comigo a coisa mais importante que você sem querer, me ensinou;
Amar é um ato incondicional e inexplicável e inesperado.
Adeus.

Comments

comments

Leave a Reply

Your email address will not be published.