Site Overlay

Totalmente errado

Trocando mensagens com uma amiga, ela me passou um post do Facebook de um pai que quis fazer um aniversário super especial para a filha. Este post me perturbou tanto que eu perdi uma boa parte das últimas 24 horas pensando neste assunto, e achei que ele seria um bom meio de começar.
No post, um Album de photos do Facebook, mostra a surpresa que o pai fez para a filha, que não aparenta ter mais de 8 anos de idade.
O pai decidiu que ele daria um Date (no sentido de encontro romântico) inesquecível para a filha. Ele pediu que ela se vestisse elegantemente, e pegou um conversível de um amigo para busca-la, recebeu a com flores, levou-a para jantar em um restaurante romântico, foram patinar no gelo e mais uma série de clichês românticos que, honestamente, não tive o estômago de ver. Eu imediatamente fui ler os comentários abaixo do álbum, afinal, eu não poderia ser o único ser que achava isso totalmente inadequado. Para a minha surpresa, as dezenas de comentários, a maioria de mulheres, foram todos positivos, achando a idéia linda, parabenizando o pai por uma atitude tão bonita!
Antes, um disclaimer, este post está mostrando tudo do ponto de vista, filha e pai apenas porque essa é a história, mas se aplica tanto para filhas e pais como filhos e mães, filhos e pais e filhas e mães. Substitua filha ou pai pela combinação que lhe for mais relevante.
Por onde começar a explicar o quão errado é isso? Comecemos do aspecto “Date”. A menina aparenta ter 8 anos de idade, eu sei que o mundo está ficando cada vez mais moderno e tudo mais, mas ela é uma criança. Nessa idade, a última preocupação da cabeça de uma criança deveria ser relacionamentos com o sexo oposto. Crianças precisam brincar, se divertir, fazer atividades que estimulam o desenvolvimento cognitivo e motoro, que as fazem questionar e pensar seus arredores. Crianças precisam de estimulo para crescer seus mundos e para tal, existem milhares de opções possíveis que permitiriam com que ela pudesse se divertir de forma educativa e evolutiva. Nessa idade, crianças tem “sonhos” simples, conhecer personagem X de um livro ou filme, fazer alguma aventura fantástica de alguma história que eles ouviram, e tantas outras vertentes que são relacionadas com o mundo delas. Alguns podem até argumentar que histórias da Disney são repletas de cenas românticas, como o jantar da Bela e a Fera (para citar um que veio a cabeça), e sim, estão e eu não concordo com isso também (mas isso é assunto para outro post).
O que esse “date” pode fazer com a cabeça dessa menina?
Iniciar sua filha no conceito de relacionamentos românticos numa idade muito precoce não pode ser bom (não sou psicólogo, pedagogo ou nada assim, sou apenas um pai), principalmente quando o alvo do relacionamento romântico é o pai. Crianças entendem ‘amor’. Amor é um sentimento profundo e incondicional, mas o amor também tem suas variações. O amor que eu sinto pelo meu filho, pelo meu pai ou pela minha mãe, são similares, já o amor que eu sinto por uma mulher, que geralmente vem carregado de outras emoções e sensações, é um amor totalmente diferente, que nada tem de paternal/maternal.
“The ideal date” – chamem-me de romântico, babaca ou qualquer outra coisa, mas para mim, um encontro romântico tem a ver com as pessoas presentes e a emoção entre elas. Claro que já tive meus jantares à luz de velas, já fui tomar vinho e comer fondue em chalézinhos na frente de uma lareira com músicas românticas ao fundo, e isso tudo é lindo, mas eu também já tive encontros incrivelmente românticos, sentado no chão de uma casa sem móveis compartilhando um prato de miojo com requeijão.
A mensagem é simples, um date, não precisa de um carro conversível, não precisa de um jantar chique, não precisa de mil e uma ações especiais, um date é um momento em que se divide algo muito mais precioso, algo intangível. É quando se divide o amor que um sente pelo outro. Ensinar para sua filha que o date ideal deve ter todos esses luxos, que ela deve ser tratada como a princesa de Mônaco, que o pretendente deve ter posses, faz com que a filha dê mais valor a posses do que sentimentos.
Eu poderia continuar escrevendo horas sobre este assunto, mas decidi pular todo o resto e colocar minha opinião.
Crianças são crianças e deveriam ser tratadas como tal. Não precisamos trata-las como seres estúpidos como fazem alguns pais, mas devemos sim, respeitar os seus limites e conhecimentos. Todo Pai(prefiro o termo parent honestamente) precisa exercer o bom senso. Não se mostra a “Bruxa de Blair” para uma criança de 7 anos do mesmo jeito que não se mostra “Safadinhas do Anal Volume 38” para eles. Não mostramos esses filmes porque eles são inadequados para a cabeça de uma criança que está ligada no 220, sugando informações de tudo que vê, ouve e vive. A mesma regra se aplica ao Date. Inadequado do ponto de vista de valores, inadequado do ponto de vista de emoções e inadequado do ponto de vista de relacionamentos.

Comments

comments

Leave a Reply

Your email address will not be published.