Site Overlay

Saiu a convocação da estrada das fortes equipes de Itália e França para a Olimpíada

Vamos lá, está chegando a hora de ver os melhores do mundo no ciclismo de estrada pedalando aqui no Rio, galera. É luta pelo ouro no cenário paradisíaco da Orla da Zona Sul carioca, da Reserva da Barra e do Recreio e da Floresta da Tijuca. Dois dos principais times da prova masculina divulgaram seus convocados: Espanha e Itália (outro, o da Grã-Bretanha, já era conhecido). A corrida é dia 6 de agosto.

A Espanha, selecionada pelo técnico Javier Minguez, não terá Alberto Contador, lesionado. Mas vai forte, com Alejandro Valverde e Joaquim Rodriguez, dupla de muito respeito. Vai também com Imanol Erviti, Ion Izagirre e Jonathan Castroviejo. Quase todos são da equipe Movistar, que disputa o Tour de France. A exceção é Rodríguez, da Katusha, que também está na Volta da França. Já Castroviejo, escalado também para o contrarrelógio, no dia 10, e Valverde são os que têm experiência olímpica anterior.

A Itália tem também uma equipe de botar moral. A força está com a dupla da Astana, Fabio Aru e o atual campeão do Giro D’Itália, Vincenzo Nibali, ganhador do Tour de France em 2014.

A Grã-Bretanha, fortíssima, tem Chris Froome, bicampeão do Tour de France e atual camisa amarela (líder geral) da edição deste ano, e Adam Yates, que está no top 3 do Tour em 2016 por enquanto.

A prova de estrada entre os homens terá 144 competidores de 62 países. Cada nação terá número de participantes conforme critérios de classificação. O Brasil, todo mundo sabe bem, vai com dois representantes: Murilo Fischer e Kleber Ramos.

Vamos à lista de convocados e de países (a lista ainda é provisória em alguns casos, mas estamos de olho para atualizá-la):

BRASIL (2 vagas)
Murilo Fischer
Kleber Ramos

COLÔMBIA (5 vagas)
Nairo Quintana
Esteban Chaves
Rigoberto Uran
Sergio Luis Henao
Miguel Ángel López

GRÃ-BRETANHA (5 vagas)
Chris Froome
Geraint Thomas
Adam Yates
Peter Kennaugh
Ian Stannard

ITÁLIA (5 vagas)
Fabio Aru
Damiano Caruso
Alessandro De Marchi
Vincenzo Nibali
Diego Rosa

ESPANHA (5 vagas)
Jonathan Castroviejo
Imanol Erviti
Ion Izagirre
Joaquim Rodriguez
Alejandro Valverde

PORTUGAL (4 vagas)
André Cardoso
Rui Costa
José Mendes
Nélson Oliveira

POLÔNIA (4 vagas)
Maciej Bodnar
Michał Gołaś
Michał Kwiatkowski
Rafał Majka

BÉLGICA (5 vagas)
Jan Bakelants
Ben Hermans
Greg Van Avermaet
Serge Pauwels
Laurens De Plus

ALEMANHA (4 vagas)

Emanuel Buchmann
Simon Geschke
Maximilian Levy
Tony Martin

NORUEGA (4 vagas)
Sven Erik Bystrøm
Edvald Boasson Hagen
Vegard Stake Laengen
Lars Petter Nordhaug

FRANÇA (4 vagas)
Romain Bardet
Warren Barguil
Julian Alaphilippe

E mais:

ARGÉLIA (2 vagas)

ARGENTINA (3 vagas)
Daniel Diaz
Eduardo Sepúlveda
Maximiliano Richeze

AUSTRÁLIA (4 vagas)
Rohan Dennis
Simon Gerrans
Richie Porte

ÁUSTRIA (2 vagas)

AZERBAIJÃO (1 vaga)
Maksym Averin

BIELORRÚSSIA (2 vagas)

BOLÍVIA (1 vaga)
Oscar Soliz

BULGÁRIA (1 vaga)
Stefan Hristov

CANADÁ (3 vagas)
Michael Woods
Hugo Houle
Antoine Duschesne

CHILE (1 vaga)
José Luis Rodríguez Aguilar

COREIA DO SUL (2 vagas)
Kim Ok-cheol
Seo Joon-yong

COSTA RICA (1 vaga)
Andrey Amador

CROÁCIA (2 vagas)
Kristijan Đurasek
Matija Kvasina

DINAMARCA (3 vagas)
Jakob Fuglsang
Christopher Juul-Jensen
Chris Anker Sørensen

EQUADOR (1 vaga)
Byron Guamá

EMIRADOS ÁRABES (1 vaga)
Yousif Mirza

ERITREIA (1 vaga)

ESTÔNIA (2 vagas)
Tanel Kangert
Rein Taaramäe

ETIÓPIA (1 vaga)
Tsgabu Grmay

GRÉCIA (1 vaga)
Ioannis Tamouridis

GUATEMALA (1 vaga)
Manuel Rodas

HONG KONG (1 vaga)
Leung Chun Wing

IRAN (3 vagas)

IRLANDA (2 vagas)
Daniel Martin
Nicolas Roche

JAPÃO (2 vagas)
Yukiya Arashiro
Kohei Uchima

CAZAQUISTÃO (2 vagas)
Bakhtiyar Kozhatayev
Alexey Lutsenko

LETÔNIA (2 vagas)
Toms Skujiņš

LITUÂNIA (2 vagas)
Ignatas Konovalovas
Ramūnas Navardauskas

Lussemburgo (1 posto)
Fränk Schleck

MARROCOS (3 vagas)

MÉXICO (1 vaga)

NAMÍBIA (1 vaga)
Dan Craven

NOVA ZELÂNDIA (2 vagas)
George Bennett

HOLANDA (4 vagas)
Tom Dumoulin
Steven Kruijswijk
Bauke Mollema
Wout Poels

PORTO RICO (1 vaga)

REPÚBLICA TCHECA (4 vagas)
Jan Bárta
Leopold König
Zdeněk Štybar
Petr Vakoč

REPÚBLICA DOMINICANA (1 vaga)
Diego Milán

ROMÊNIA (1 vagas)
Serghei Tvetcov

RÚSSIA (3 vagas)
Ilnur Zakarin
Pavel Kochetkov
Sergei Chernetckii

RUANDA (1 vaga)
Adrien Niyonshuti

SÉRVIA (1 vaga)
Ivan Stević

ESLOVÁQUIA (1 vaga)
Martin Haring

ESLOVÊNIA (4 vagas)
Simon Spilak
Jan Polanc
Primoz Roglic
Matej Mohoric

ÁFRICA DO SUL (2 vagas)
Daryl Impey
Louis Meintjes

SUÉCIA (2 vagas)

SUÍÇA (4 vagas)
Michael Albasini
Steve Morabito
Fabian Cancellara
Senastien Reichenbach

TUNÍSIA (1 vaga)
Ali Nouisri

TURQUIA (2 vagas)

UCRÂNIA (3 vagas)

EUA (2 vagas)
Brent Bookwalter
Taylor Phinney

VENEZUELA (2 vagas)

Source: De Bike (Globo) / Saiu a convocação da estrada das fortes equipes de Itália e França para a Olimpíada

Comments

comments

Leave a Reply

Your email address will not be published.